Fotógrafo de Casamento

Quantos hoje podem dizer: sou fotógrafo de casamento?

Já sei, dirão que vários podem se auto denominar como fotógrafo de casamento, ainda mais depois que as câmeras fotográficas digitais invadiram o mercado.

Mas como é ser e como entender o que é ser um fotógrafo de casamento na essência da palavra. Saber o que seu cliente quer e precisa.

Já falei aqui sobre como é fazer o Marketing na Fotografia, mas não tem como ensinar o que é ser este fotógrafo.

É mais que um estado de espírito, ou algo parecido, é ser capaz de transformar em gravura a emoção daquele momento, é ser capaz de eternizar um segundo de vida ao vivo em uma imagem que fala, sente e expressa emoção.

victor-miguel-fotografia-foto-casamento-noivos-noiva-eventos-album-rio-de-janeiro

Hoje temos grandes fotógrafos no Rio de Janeiro, como é o caso do Victor Miguel, uma das autoridades na fotografia de Bar Mitzvah e Casamentos Judaicos.

Ser fotógrafo requer um aprendizado que não se acaba nunca. Requer saber fotografar, saber vender, saber informática, saber de psicologia etc.

A relação cliente-profissional nem sempre é amistosa, por isso a necessidade de um contrato de fotografia entre ambas as partes, para garantir os direitos e deveres de ambas as partes.

Depois disso tudo é muito importante a questão da responsabilidade do profissional com o cliente. Os prazos são essenciais e devem ser sempre cumpridos.

No mais, o que vai diferenciar um fotógrafo do outro, depois de cumprir todos estes pontos, é a capacidade artística dele, o feeling para captar o momento certo.

O mercado já não tem vaga para todos, hoje temos um excesso de “profissionais” que muitas vezes acabam estragando o que já foi construído, mas não tem jeito, assim caminha a humanidade, como diria Lulu Santos.

Com dedicação e muito, mas muito estudo mesmo você pode dizer: Eu sou um Fotógrafo de Casamento.

 

Como iniciar um site

Um dos maiores erros, não só de fotógrafos, mas de vários profissionais de diversas áreas, é não ter um site, não ter sua presença marcada na internet.

Temos hoje milhares de empresas no Brasil sem um site disponível ou com um simplesmente abandonado.

O primeiro passo para criar um site é ver se seu nome está disponível para registro e neste vídeo abaixo o passo a passo é muito bem explicado.

 

Depois de ter o seu domínio registrado, vem a etapa de encontrar um local para a hospedagem e ai temos diversas opções no mercado como a InMotion, a Hostgator e a Godaddy, entre outras.

Muitos dão a desculpa de que não sabem fazer, de que não tem tempo de fazer etc etc. Mas o importante é começar, pode ser trabalhoso, mas é compensador, tanto em caráter profissional, como econômico.

Usando o WordPress para montar o seu site, as coisas começam a ficar muito mais claras e fáceis de entender. Na verdade você não precisa nem ser um programador ou web designer para fazer seu site.

wordpress-plugins

Com a infinidade de temas e plugins disponíveis para o WordPress, só não tem um site funcional e atraente quem não quer, pois o universo de “acessórios” disponíveis é fantástico.

Então, está esperando o que? Comece hoje mesmo a separar suas fotos, a montar seu portfólio, a escolher o visual do que será, sem dúvida alguma, seu principal meio de divulgação do seu trabalho e o seu principal meio de crescer e ganhar mais dinheiro.

Junte a isso um marketing bem feito, principalmente na área digital e verá como é fácil alavancar seus negócios.

Bom, por hoje é só, espero estar colocando uma sementinha de empreendedorismo na cabeça de todos vocês e quero, de coração, que todos cresçamos para cada vez mais fazer o nosso negócio crescer.

Como é o Marketing na Fotografia?

Talvez seja a pergunta de 1 milhão de dólares né? Como é feito o Marketing na Fotografia nos dias de hoje.

Muitos fotógrafos, principalmente na área da fotografia de casamentos ou fotografia social, não tem idéia do é o marketing digital, do poder que a internet tem para alavancar o projeto dele.

Seguindo princípios antigos, aonde achava-se que quem trabalha com a área de eventos sociais vive da indicação de outros clientes ou outros profissionais, o mercado não comporta mais este tipo de atitude do profissional. A não ser que você trabalhe comissionando seus indicadores, como mostra este vídeo abaixo

Hoje temos que literalmente nos reinventar como fotógrafo social. Não dá mais para ficar sentado esperando o telefone tocar com um cliente do outro lado da linha gritando eu quero.

Lembro que até 10 anos atrás, o mercado tinha mais evento que fotógrafo, cisa que mudou muito, hoje temos quase 10 fotógrafos disputando um único evento.

Mas então como seria o marketing na fotografia? Como seria feito isso? Tem um site que explica bem isso, clique aqui e veja.

Hoje temos que agregar, que juntar todas as mídias sociais e levá-las para o site do fotógrafo, para o blog dele, já que é a única coisa que realmente pertence a ele, já que as redes sociais podem cancelar sua conta de uma hora para outra.

Hoje temos o Facebook com uma força muito grande, mas não adianta simplesmente jogar suas fotos ali e pronto. Tem que haver uma constância, uma regularidade e conexão entre as mídias, para que uma auxilie a outra a crescer e juntas elas alavanquem o trabalho do fotógrafo.

Vejo, hoje em dia, muitos fotógrafos achando que basta colocar uma foto no Facebook, outra no Instagram e falar: “olha que noiva linda”, pronto, as outras noivas vão achá-lo “fofo” e vão contratar o serviço por uma única foto.

noivos-marketing-na-fotografia.jpg

O pior é ver como tem fotógrafo sem site, usando email de operadoras e de provedores. Ainda não se tocaram que precisam ter um site, um email profissional etc. Acham que isso é coisa boba, que um site não faz diferença ou que os clientes entraram lá só para pesquisar e copiar suas fotos. Acham que um email terminando com hotmail, gmail ou terra ou qualquer outro é sinal de profissionalismo.

Agora o mais difícil é mudar a cabeça destes profissionais que pensam assim. Os profissionais envolvidos com a área de eventos sociais, tem, acima de tudo, um ego muito forte, um achar que está certo muito presente. Na maioria das vezes eles acreditam que o marketing que estão fazendo é o certo e ninguém consegue mudar isso.

social-networking_1100030722-012814-int

Mas tudo bem né? Vamos continuar a dar conteúdos gratuitos para que eles consigam pescar uma idéia aqui e outra ali e que, principalmente, comecem a colocar em prática as dicas que recebem.

Uma coisa é certa, quem não mudar, realmente vai ficar para trás e isso será rápido de acontecer.

Para finalizar que mais uma vez dar a dica do site Marketing na fotografia, bem interessante e com assuntos bem abordados.

Segue o link deles http://marketingnafotografia.com.br

Obrigado e até a próxima.

 

E nasceu o blog

mundo-da-fotografia

Primeiro quero falar da minha alegria de começar este blog sobre o marketing para a área da fotografia. Realmente é um mundo gigantesco e até agora inexplorado ou muito pouco explorado pelos fotógrafos do mercado brasileiro.

No marketing digital, a exploração dos meios digitais, não só blogs, como redes sociais e vídeos são muito trabalhadas. Na fotografia de eventos sociais, os fotógrafos ainda acham que com algumas curtidas e posts no Facebook seus problemas estão solucionados.

E não é bem assim né?

Neste blog quero passar o que venho estudando e aprendendo neste último ano na área do marketing, juntando a isso meus quase 30 anos de mercado na área de eventos sociais. Quero passar como podemos unir os 2 mundos, tanto o físico como o virtual para alavancar os nosso trabalhos, nossas vendas e projetar ganhos e conquistas futuras.

Não serei o dono da verdade, por assim dizer, mas tentarei aqui colocar minhas idéias e experiências para mostrar o que pode ou não dar certo. Quero passar os caminhos mais diretos para se chegar no final desejado.

Neste Blog, tentarei dar dicas de como montar sites e instalar plugins que te ajudarão a maximizar e tornar as coisas mais automáticas para os fotógrafos, permitindo assim que eles tenham tempo mais livre para fazer o que tem de melhor, fazer fotos.

Bem, não quero me alongar muito neste primeiro momento. Gostaria apenas de expressar minha alegria e vontade de ajudar a todos vocês e, lembrando mais uma vez, estarei aberto a questionamentos e idéias, para juntos crescermos e conquistarmos o que desejamos.

Não pretendo neste primeiro momento falar sobre técnicas ou sobre como fazer a foto A ou a B, quero me dedicar ao mundo digital, ao marketing digital para fotografia, que, repito, é imenso e inexplorado aqui no Brasil.

Obrigado pela atenção e vamos em frente.